logotipo vinhos.online

 

Este Site é independente!
Não está associado a nenhuma entidade produtora, engarrafadora, distribuidora, reguladora, ou quaisquer outras.
Artigos e Destaques
Outros titulos

Quinta da pinheira 2006 recebe medalha de prata no Mundus Vini

Marcolino Sebo apresenta Chardonnay 2008

Fiuza Sauvignon 2008: o primeiro Sauvignon Blanc disponível no mercado

Visconde de Borba Rosé 2007: Sucesso com mais produção e nova garrafa

GREEN CORK: Campanha de reciclagem de rolhas de cortiça

Visconde de Borba branco 2007 Para peixes, mariscos e não só...

Altas Quintas lança o seu primeiro branco

Novo “Altas Quintas Mensagem de Aragonês 2005”

VI Festa das Adiafas e VI Festival do Vinho Leve da Região

“Altas Quintas colheita 2005” - Confirma obsessão por vinhos diferenciados

Cadaval irá debater os desafios do sector do vinho

Sogrape alarga negócio à Nova Zelândia

Casa Ferreirinha lança Reserva Especial 1997

Marcolino Sêbo apresenta Colecção de Caça

Francisco Albuquerque eleito «Enólogo do Ano» pela segunda vez consecutiva no International Wine Challenge

Nova especialidade Casa Ferreirinha

Vinho Regional Alentejano Loios com Nova Imagem

ExpoVinhos - Expowine – Portimão 2007

Symington apoia o lançamento de livro com reprodução dos mapas do Douro, desenhados pelo Barão de Forrester

Cursos de Iniciação à Prova de Vinhos Nível I e II

Dia do vinho 2007

Novo site Gourmet com assinatura Sogrape

ExpoVinis Brasil 2007 – 11º Salão Internacional do Vinho

Altas Quintas Crescendo

Sogrape desenvolve ferramenta interactiva: A Roda dos Aromas

Vinhos do Alentejo em destaque no mais importante certame belga do sector

Cartaxo organiza Conferência Europeia - O Vinho Europeu no Mundo

Altas Quintas Reserva 2004 chega ao mercado

Feira de Vinhos do Continente continua a seduzir apreciadores

Emissão filatélica dos ctt dá a conhecer Vinho do Pico e região demarcada do Douro

ENOVIT 2007

I Passeio de Todo o Terreno da Confraria dos Enófilos

ENOVIT conquista certificado de qualidade mundial

2 de Julho - Dia do Vinho

Blue Media lança uma forte campanha de comunicação da revista Blue Wine

Sogrape apresenta nova colheita de Barca Velha

Sogrape marca presença no “Essência do Vinho”

PME Investimentos investe 1.500.000€ na Portuvinus

2005 - Ano de Ouro para a Sogrape

Vintage Fonseca 2003 considerado o terceiro melhor vinho do mundo

Altas Quintas promove cursos de enologia para clientes

A obsessão traduzida num vinho

Vinhos Quinta da Romeira premiados em concurso regional

Companhia das Quintas aposta na venda directa

Unicer lança Aguardente Velha de Alvarinho Quinta da Pedra

Planura lança monocasta Syrah

Expovinis 2006 - 3.º Salão Internacional de Vinhos

Encontro de Viticultura e Enologia da UTAD (18/11/2005 - 19/11/2005)

Caves Aliança nas 20 mais da Wine Spectator

Offley Vintage 2003 ganha os Trofeus Port Wine e Vintage Port do IWC

Cadaval - IV Festa das Adiafas e IV Festival do Vinho Leve da Região

VQE – Vinhos, Queijos e Enchidos - Doca de Alcântara – 17 a 20 de Novembro

Grão Vasco agora também no Alentejo

2nd Gourmet Voice Festival

Mateus rosé em versão de “bolso”

Portugal se une ao projecto iberWine 2005

Edição de Selo Casal Garcia no Japão

XXII Festival do Vinho Português

Dia do vinho no palácio da bolsa

II Salão do Vinho Verde na Póvoa de Lanhoso

Muscats du Monde 2005

Concurso “as melhores vinhas da Bairrada em 2005”

A Internet Vinícola

Essência do vinho - Porto 2005

XXI Festival do Vinho Portugues - Bombarral - 17 a 25 de Junho

EXPOVINIS 2004 - contou com a presença de agentes de compra nacionais e estrangeiros

Expovinis 2004 - Iniciativa junta compradores e distribuidores estrangeiros

EXPONOR recebe evento vitivinícola de âmbito internacional

1st Gourmet Media World Festival

A História do Vinho

Emissão filatélica dos ctt dá a conhecer Vinho do Pico e região demarcada do Douro
autor: CTT
Editado em: 14-09-2006

Os CTT lançaram um novo livro e duas emissões de selos subordinados ao vinho dia 14 de Setembro.
A par do livro O Vinho em Portugal  Saberes de Ontem e de Hoje foi lançada a emissão filatélica comemorativa dos 250 anos da Região Demarcada do Douro e uma outra dedicada ao Vinho do Pico

250 Anos da Região Demarcada do Douro
 

250 Anos da Região Demarcada do Douro (emissão filatélica)

Na história milenar do Douro vinhateiro, a data de 10 de Setembro de 1756 emerge com um significado muito especial. Pelo alvará de instituição da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, assinado então pelo Rei D. José, o Estado português lançava as bases da constituição da Região Demarcada do Douro. Com notável pioneirismo a nível mundial, essa legislação introduziu conceitos e princípios de protecção de uma denominação de origem controlada e da regulação da produção e do comércio dos seus vinhos, hoje aceites pela maior parte dos países produtores, em especial da Europa. O Douro vinhateiro renascia, enquanto região de origem de vinhos de excelência, com vocação exportadora, criados nos socalcos das encostas íngremes e cascalhentas de xisto, reafirmando a sua longa e reconhecida tradição de cultivo intensivo da vinha e de preparação de vinhos generosos, celebrados já como vinhos do Porto, que assumiam, por essa altura, um papel de primordial importância na economia portuguesa, como primeiro produto de exportação.
250 anos depois, não é difícil perceber as marcas do tempo. Profundas alterações na paisagem, desde os velhos socalcos pré-filoxéricos às modernas formas de organização das vinhas, com os patamares e as vinhas ao alto. Transformações geográficas, alargando os limites da região até à fronteira. Mudanças institucionais e administrativas, com uma ainda recente transição de um forte intervencionismo estatal para um modelo interprofissional. Mudanças, também, a todos os níveis, nas técnicas vitivinícolas e na diversidade dos vinhos produzidos. Mas, apesar disso, a Região Demarcada do Douro evidencia a continuidade histórica de uma viticultura heróica, produtora de vinhos sublimes, expressivamente representada por uma «paisagem cultural, evolutiva e viva» que a Unesco reconheceu, em 2001, como Património Mundial.

A emissão é composta por: Bloco1 selo 2,40 euros; Sobrescritos de 1º dia: C5 - 0,75 euros e Pagela:  0,70 euros

Vinho do Pico

 

O Vinho do Pico (emissão filatélica)

Açores - Vinho do Pico

Em Julho de 2004, a UNESCO considerou a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, Açores, como Património Natural da Humanidade. A ilha desenvolve-se em torno do vulcão, com 2351 metros de altitude, e a área classificada engloba os lajidos das freguesias da Criação Velha e de Santa Luzia no lado ocidental da ilha. O famoso "Verdelho do Pico" é cultivado em pequenas quadrículas de terreno onde crescem as vinhas, separados por muros de basalto negro feitos de pedra solta, chamados localmente de "currais". Nascidos de um solo de lava, protegidos dos ventos por essas paredes de pedra negra e áspera, aquecidos pelos raios de sol, os cachos de uvas ganham a doçura do mel. Espremidos, produzem um vinho branco seco, com uma graduação alcoólica dos 15 a 17 graus. Depois de envelhecido, dá um excelente aperitivo que, no séc. XIX, era exportado para muitos países da Europa e da América, chegando às mesas da corte russa. Depois da revolução soviética (1917), foram encontradas garrafas de vinho "Verdelho do Pico" armazenadas nas caves dos antigos czares. Hoje, este vinho ostenta a denominação de origem VLQPRD (Vinho Licoroso de Qualidade Produzido em Região Determinada).
As vinhas, que marcam a paisagem da ilha, produzem igualmente o tinto "vinho de cheiro", que é uma presença obrigatória na mesa nos dias de festa, bem como a muito apreciada - angelica, feita com mosto, aguardente e açúcar.

Esta emissão é composta por selos de 0,30 euros ; 0,60 euros; 0,75euros ; 1,00 euros ; Bloco com 4 selos 2,80 euros ; Sobrescritos de 1º dia: C6 - 0,55 euros e C5 -  0,75 euros ;Pagela de 0,70 euros e Bilhetes Postais: 4 x 0,45 euros.

 


O Vinho em Portugal  saberes de ontem e de hoje (livro)

Da autoria de João Paulo Martins, "O Vinho em Portugal - Saberes de Ontem e de Hoje" cobre de forma exaustiva todos os aspectos relacionados com a produção vinícola no nosso país.
A edição é valorizada pela inclusão de muitos selos e blocos filatélicos de emissões dedicadas pelos CTT à divulgação dos vinhos portugueses.

Uma obra que além de traçar uma sucinta e ilustrada história da antiquíssima actividade vinícola no nosso país, introduz o leitor num mundo fascinante e cada vez mais complexo da vitivinicultura.

Este livro não pretende ser «a» História do Vinho em Portugal, antes trata de várias vertentes relacionadas com o vinho no País.

A história tem neste livro uma parte de leão, mas outros assuntos de interesse geral são também abordados, numa perspectiva de divulgação do passado e do presente do nosso vinho: como era, como se faz, quem o elabora e como deve ser consumido.

Houve a preocupação de colocar em confronto as técnicas de ontem e de hoje, de perceber como essas diferentes abordagens nos conduziram por caminhos diversificados, levaram ao subtítulo: Saberes de ontem e de hoje.

Mais informação

 



     

 

Todos os direitos reservados. © 1997-2016 VinhosOnline
Os nomes, logotipos e marcas registadas apresentados neste site são propriedade dos seus respectivos detentores.